Qualidades Fisiológicas Do Som

2 min read

O som é uma das principais formas de comunicação utilizadas pelos seres humanos, sendo capaz de transmitir emoções, sentimentos e informações de maneira eficiente. Mas você sabia que o som também pode afetar nosso corpo de diversas maneiras? Neste artigo, vamos explorar as qualidades fisiológicas do som e como elas podem influenciar nossa saúde e bem-estar.

Frequência

A frequência do som se refere à sua velocidade de vibração, medida em Hertz (Hz). Sons de baixa frequência, abaixo de 20 Hz, são conhecidos como infrassom e podem ser sentidos mais do que ouvidos. Já sons de alta frequência, acima de 20.000 Hz, são chamados de ultrassom e não podem ser ouvidos pelo ouvido humano.

Os sons de frequência mais baixa podem causar vibrações no corpo humano, afetando os órgãos internos e causando sensações de desconforto. Já os sons de frequência mais alta podem ser usados para fins terapêuticos, como na terapia de ultrassom para alívio da dor muscular.

Intensidade

A intensidade do som se refere à sua amplitude, medida em decibéis (dB). Sons acima de 85 dB podem ser prejudiciais à audição e podem causar danos irreversíveis ao sistema auditivo. Além disso, sons intensos também podem afetar o sistema nervoso, aumentando a frequência cardíaca e a pressão arterial.

Por outro lado, sons de baixa intensidade, como a música clássica, podem ser usados para relaxamento e meditação, reduzindo o estresse e a ansiedade. Sons de baixa intensidade também podem ajudar na concentração e no foco em atividades que exigem atenção prolongada.

Duração

A duração do som se refere ao tempo que ele permanece audível. Sons prolongados e repetitivos podem causar fadiga auditiva, afetando a capacidade de ouvir sons mais baixos e tornando difícil a compreensão da fala.

Além disso, sons prolongados e repetitivos também podem afetar o sistema nervoso, causando irritabilidade e estresse. Por outro lado, sons curtos e intermitentes podem ser usados para alertas e avisos, aumentando a atenção e a percepção de perigo.

Conclusão

O som é uma das formas mais importantes de comunicação humana, sendo capaz de transmitir emoções, sentimentos e informações. No entanto, é importante estar ciente das qualidades fisiológicas do som e como elas podem afetar nossa saúde e bem-estar. Ao entender melhor como o som afeta nosso corpo, podemos utilizá-lo de maneira mais consciente e benéfica para nossa saúde mental e física.

FAQs

1. Qual é a frequência do som que o ouvido humano pode detectar?

O ouvido humano pode detectar sons com frequência entre 20 Hz e 20.000 Hz.

2. Quais são os efeitos do som de alta intensidade?

Sons de alta intensidade podem causar danos irreversíveis ao sistema auditivo, além de afetar o sistema nervoso, aumentando a frequência cardíaca e a pressão arterial.

3. Como o som pode ser usado para relaxamento e meditação?

Sons de baixa intensidade, como a música clássica, podem ser usados para relaxamento e meditação, reduzindo o estresse e a ansiedade.

4. O que é fadiga auditiva?

A fadiga auditiva é causada por exposição prolongada a sons intensos e pode afetar a capacidade de ouvir sons mais baixos.

5. Qual é a diferença entre sons infrassom e ultrassom?

Sons de baixa frequência, abaixo de 20 Hz, são conhecidos como infrassom, enquanto sons de alta frequência, acima de 20.000 Hz, são chamados de ultrassom.

Related video of qualidades fisiologicas do som

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *